segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Sedução...






Sedução...
Que brilho há no seu olhar...
De emoção, de alegria... encantamento...
Que brilho intenso e profundo...
que me perco neles,
me levando e vagando num
delicioso momento...

Que brilho... mais belo que as estrelas...
que intento... perfume como incenso..
Que leva minha alma a sonhar,
algo que não posso evitar, que me espreita.
Em você fico tão ligado...

Que brilho maravilhoso,
vem de você do seu recôndito...
oculto... da força dos seus pensamentos,
da energia da sua alma... de seus sentimentos,
e fico tão apaixonado...

Que brilho... que faz minha mente a trabalhar...
te amar...e penetrar cada vez mais,
no labirinto do seu ser, para te conhecer,
e cada vez mais me encanta...
... no seu mundo penetro...

E tudo me faz crer... que eu estou em você,
que a sua sedução conquistou o meu coração.
E a cada emoção... o que sinto...
Configura tudo e muito mais... 
e que estarei sempre com você...
Cláudio Domingos Borges

sábado, 21 de outubro de 2017

Sou à noite



Sou à noite
Sou à noite 
Espreitando seus sonhos
Na penumbra do seu quarto,
Em quanto você dorme
Durmo ao seu lado
Envolto em sombras
Para não te acordar...

De tanto te amar
Afasto-me e me escondo
Surgindo em qualquer ponto
Solitário nas noites finitas
Da minha solidão...

Sou à noite sem estrelas e sem luar
O poema de amor que não posso recitar
O Amor contido que não posso confessar
Sou a noite dos sentimentos reprimidos
Escondidos no véu profundo e apagado...

Sou humano sofrendo por amor 
Arrependido por te amar
Por não ser mais dono do meu coração
Por me roubar o brilho e me abater
E me colocar na escuridão...

Sou aquele que deixou vago
Perambulando e buscando o antídoto
Para me curar...
Aquele que pode sofrer e até te perdoar
Porque eu sinto o momento mais triste
O que é sofrer por amor...

Mais também sou aquele que vai vencer suportar
E ressurgir vitorioso muito mais sereno e em paz
Por amor e por te amar...

Cláudio Domingos Borges

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

As experiências do passado



As experiências do passado
Estamos sempre nos preparando,
pelo menos devemos nos preparar
para o que á de vir:
adquirir estruturas,
construir uma personalidade forte,
compreensiva, proba sabia simples.
Uma cultura rica, amorosa e caridosa...
Adquirindo experiências,
formando aprendizados.
Por isso temos muito do passado,
dos antepassados.
Trouxemos de lá as experiências,
para que o futuro possa ser mais tranquilo,
próspero e feliz...
Cláudio Domingos Borges

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Sem o teu amor..




Sem o teu amor..
Se o amanhã... não brilha,
porque o sol não nasce,
são as nuvens pesadas,
que penumbra o meu olhar...
Como um todo incompleto...
Assim sou eu.
Passo o dia... sentindo falta...
de quase tudo...
Sem os seus desejos para
acariciar a minha alma,
sem seus beijos
para beijar o meu íntimo...
Não existe crepúsculo,
para inspirar o meu coração...
luar que me trazia fantasia,
estrelas que seduzia...
tudo fica tão incompleto,
sem o teu amor...
Sem o teu amor... o mar não marola,
o horizonte desaparece...
há desarmonia na mente...
o silencio fica perturbado,
com sentimentos de solidão,
o mundo torna-se confuso...
Nessa viagem ficam só as tuas lembranças,
e tudo perde o seu sentido...
nem a esperança... você deixou
tudo ficou tão claro, o seu adeus,
tão contundente,
até a dor do seu desamor...
Cláudio Domingos Borges

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Serenata de amor...



Serenata de amor...
Erga a cortina
Não basta abrir a janela,
Para ver lá fora...
Agente cantado amor,
Serenata... escuta meu bem...
A musica do meu coração...

Na penumbra da noite,
O eco do amor vai lhe tocar...
Abrir os seus olhos e o seu coração...
Em cada verso, minha mensagem,
Em cada nota está escrito,
Um amor profundo e bonito...

Receba o meu amor na brisa da noite,
Românticas e acariciantes palavras,
Que farão você sonhar,
E ao acordar se sentirá amada,
Feliz extasiada com tanto amor...
Aconchegada com muito carinho...

Porque verá lindas cores...
Sentirá perfumes de flores,
E o luar vai te encantar,
Alcançará o ápice e feliz sorrindo,
Irás tocar as estrelas...

Se solte deixe que seus sonhos te levem,
Vibre aos sabores dos beijos, dos desejos,
Se encante e cante amor...
E caia nos meus braços, nos meus abraços,
E deixe-me te amar...
Cláudio Domingos Borges

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Gosto



Gosto
Gosto de rever
cada lugar, contigo.
Só pra lembrar, da paisagem,
sempre havia, um rio, um lago,
jardins, flores...

Gosto de passear, com você,
sob o luar, as estrelas, de sonhar,
e no silencio repetir sempre,
Eu te amo...

Gosto de escutar,
aquela música antiga, romântica,
de dançar aquela valsa, Danúbio azul..
de deslizar pelo salão, bailar,
olhando nos seus olhos, encantado,
com tanta magia, de amor...

Gosto de repetir a dose, é tão bom,
fazer tudo de novo, para o coração,
emocionar, rir, reviver com alegria, emoção,
gosto de tudo que fizemos, até das loucuras,
e do que faremos...
Como é bom te amar...
Cláudio Domingos Borges

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Carência





Carência

Um olhar meigo envolvente,
pedinte, querendo carinho,
caricias, beijos...
Com esse jeito delicado,
lábios vermelhos, carnudos,
incitando desejos...

Esse seu jeito carente,
não me deixa alternativa,
me incentiva a paquerar...

Um sorriso tão tímido, lindo,
deixa-me a vontade pra convidar,
a um lugar, a sós para nós dois...

Não vejo a hora de lhe dar um beijo,
de envolvê-la em meus braços,
de acaricia-la faze-la feliz, incita-la,
de lhe dar tudo o que preciso,
assim vai retribuir, o seu amor...

Quem sabe começamos bem,
uma relação verdadeira,
de duas pessoas carente,
necessitadas de amor...
Cláudio Domingos Borges

domingo, 15 de outubro de 2017

Irmãos do coração



Irmãos do coração
Depois de nossos pais e irmãos,
ainda temos os nossos amigos verdadeiros,
que não são apenas amigos.

Devemos ama-los como nossos irmãos do coração,
porque são eles os primeiros a nos ajudar
quando mais precisamos, nos mostrando,
um amor verdadeiro, sem interesses,
grandioso e fraterno...
Cláudio Domingos Borges

sábado, 14 de outubro de 2017

O nosso amor.



O nosso amor.
Teu coração falará por você,
também por mim;
na hora que você entender,

que o seu coração pode ver,
o brilho mais lindo que das estrelas;
dando licença para sua alma se soltar, libertar,
percebendo ai a leveza do ser,
sentindo a felicidade da liberdade,
dando asas à imaginação,
aprendendo a amar.


Ao sentir o vento te tocar,
um perfume envolvente vai dizer,
que é o cheiro de meu amor,
tocando você.

O céu azul te recebendo,
e muitas portas vão se abrindo;
entrando por todos os poros da sua alma,
esses sentimentos tão intensos,
que irão te mostrar o nosso amor flutuar.

Sejamos como lindas manhãs recebendo o sol,
como flores do jardim soltando perfumes.
Absolvamos as belezas as alegrias puras da vida;
e seremos como fontes de águas cristalinas,
a água pura do amor que tudo renovará.

Aprendamos com a natureza,
que presta suas riquezas belezas e amor.
Mas sejamos precavidos,
para nada desequilibrar,
a estrutura natural do nosso amor,
e nada poderá afetar a felicidade,
que o universo a nós nos presenteou.

Cláudio Domingos Borges.

sexta-feira, 13 de outubro de 2017


Belos tesouros
É nos lugares mais improváveis,

na maioria das vêzes,
nos corações simples,
que você descobrirá belos tesouros,
que te surpreenderá...
Cláudio Domingos Borges

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Centro dos meus sonhos




Centro dos meus sonhos
Não tenho como descrever,
esses sonhos, eu e você,
são lugares lindos, recantos de paz,
paisagens astrais,
lugares teatrais...

Esses lugares, onde o amor habita,
as cores e luzes em ribalta
no palco da vida...

Não tenho pretensão, de um amor,
tão arrebatador, encantador,
mais há um coração, frágil e apaixonado,
que me leva ao mundo da fantasia,
com a total primazia...

Somente eu e você, seria demais
para um sonhador? Orgulho? 
ou um grande amor...,

Porque mais que tudo,
no meu mundo, e no meu coração
só existe eu e você...
Cláudio Domingos Borges

terça-feira, 10 de outubro de 2017

A janela da alma





A janela da alma
Veja a felicidade
À vontade de tudo fazer
De realizar
Escrever versos
Recitar só pra você
Olhe que sorriso
Tanta alegria
Não se vê todo dia
É você a responsável
Por fazer uma criatura
Viver tanta aventura
O improvável se tornar palpável
Olhe no fundo dos meus olhos
A janela de minha alma
O impossível você vai ver
Os sentimentos de amor
Em minha alma resplandecer
E sinta o seu coração estremecer
Provando o meu grande amor por você
É a paz que me dá
Em mim você esta
Reflexos do seu amor
É a onde eu vivo
É a onde estou
Na sua emoção
Que vem do seu coração
Cláudio Domingos Borges

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Castelo



Castelo
Na alvorada
encantada olha a janela,
raios de sol
e pássaros cantando,
serenata...

Lá fora ainda há pingentes de orvalhos,
está tão lindo, ainda é primavera,
a cor a brisa, o jardim perfumado.
Vejo lindos olhos apaixonados...

Na pequena cascata banham se ninfas,
e todas as magias resplandece,
e cantos se faz ouvir,
e lindas imagens bailam no ar...

Meninos e meninas saem para brincarem.
Sorrisos, alegrias pueris...
E logo vejo suntuosos castelos a se formarem...

A quem diga que no lugar viviam
um príncipe e uma princesa
e todos os visitantes ao acordarem,
sentem no coração a energia
de uma linda historia de amor...
Cláudio Domingos Borges

domingo, 8 de outubro de 2017

Eclipse...



Eclipse...
Quando vi,
silenciou os meus pensamentos...
Tão relevante, eclipsa meu olhar,

num alinhamento tão lindo,
estais refletindo... ó! sol...
Beleza do universo,
um encantamento,
hipnotiza-me me cativa...
sem perder um só instante,
momento único, para guardar,
na lembrança, no coração...
paixão vermelha da paixão...
reflexos que reflete, e o mítico momento,
a lua mais próxima,
tão imensa, devaneia a minha mente,
de tão linda, parece querer beijar a terra,
com sua púrpura cor...
vermelha incendeia cada coração,
emoção comoção, onde se define,
como uma engrenagem que age,
na terra nos ares e no firmamento,
um trabalho que não cessa...
perfeita lei natural que rege
todo o universo...
Cláudio Domingos Borges

sábado, 7 de outubro de 2017

Amigos ! saudações fraternais Viagem


Amigos! saudações fraternais

Viagem
Nas viagens dos meus sonhos,
estais sempre presente...
Eis um sinal, que você existe,
e que não são quimeras.
Em algum lugar do passado,
e no futuro de algum jeito
convivemos nos conhecemos,
e temos muito em comum,
e algum dia nós nos encontraremos
para mais uma vez,
seguirmos juntos,
a novas conquistas...
Cláudio Domingos Borges

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Os caminhos do seu coração.



Os caminhos do seu coração.
Muitas desventuras,
desacreditando
que possa encontrar
alguém verdadeiro...

Deixando vago
aquele lugar especial:
o da paixão da emoção,
de dar e receber amor...

Não me deixa chegar,
tranca o seu intimo,
nem demonstra a sua beleza...

Como se colocasse muros
para ninguém te ver,
se guardando como um tesouro
um segredo a decifrar...

Deixando ainda mais curioso
com tantos mistérios...

Instigando a minha imaginação
farei o possível e o impossível,
procurando pistas, revelando os caminhos
para o seu coração...

Cláudio Domingos Borges

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Para um mundo melhor e feliz



Para um mundo melhor e feliz
Ninguém aceita ser traído, magoado, roubado...
Crimes de espécies alguns...
E também na verdade ninguém aceita o mal,
Tudo de maléfico que nos atinge...
Todo mundo tem senso moral intuitivo,
queremos o bem porque sabemos lá no intimo
que é isso que faz a gente crescer e ser feliz...

“É a pressão que exercemos contra os males e os crimes,
que faz com que a ciência reaja, as mentes governamentais,
em todos os poderes... Para conquistarmos cada vez mais direitos
e qualidades de vida, fazendo-nos crer na evolução humana.
e que teremos num futuro um mundo justo e feliz...
É necessário é prioridade que lutamos pelos nossos direitos...”
Cláudio Domingos Borges

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Vivendo e aprendendo


Vivendo e aprendendo
Às vezes os traços do passado ressurgem de muitos tempos mergulhados.
Esses traços vão se agrupando, juntando-se formando, mostrando imagens e pessoas, panoramas antigos e mapas dos caminhos percorridos... Entoando notas antigas de outras visões outras consciências. E assim ao mesmo tempo mostrando tudo o que fizemos e ainda temos que fazer como que nos chamando atenção abrindo a nossa mente para o nosso futuro infinito... E principalmente ir em frente sem medo de viver, é como se nós nos construíssemos aos poucos e nos víssemos crescer a cada instante como seres humanos e espirituais...
Cláudio Domingos Borges

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Centro dos meus sonhos


Centro dos meus sonhos
Não tenho como descrever,
esses sonhos, eu e você,
são lugares lindos, recantos de paz,
paisagens astrais,
lugares teatrais...

Esses lugares, onde o amor habita,
as cores e luzes em ribalta
no palco da vida...

Não tenho pretensão, de um amor,
tão arrebatador, encantador,
mais há um coração, frágil e apaixonado,
que me leva ao mundo da fantasia,
com a total primazia...

Somente eu e você, seria demais
para um sonhador? Orgulho? 
ou um grande amor...,

Porque mais que tudo,
no meu mundo, e no meu coração
só existe eu e você...
Cláudio Domingos Borges

domingo, 1 de outubro de 2017

As novas gerações...


As novas gerações...
Tudo começa como uma semente,
até a gente... e feliz daquelas sementes,
que já adquiriram o direito de serem semeadas,
no ventre fértil de amor...
elas receberão as energias da luz do carinho e amor,
serão sempre encaminhadas em direção ao saber,
priorizando a riqueza do coração,
e consequentemente a beleza da alma...
desenvolvendo mentes nobres...
-e serão inspiradas a seguirem os caminhos mais iluminados...
gerarão as novas gerações,
com mais consciência e amor...
Essas gerações do futuro,
muitas delas são destinadas,
a resgates e recuperação
de pessoas e almas sofredoras...
são como anjos de amor orientando,
harmonizando alimentando corações... e assim,
a humanidade vai crescendo evoluindo,
numa direção destinada pelo criador...
Cláudio Domingos Borges

sábado, 30 de setembro de 2017

Primavera em festa...



Primavera em festa...
Formas, de arte...
Primavera em flores,
Cores e beleza,
Coisas da natureza...

A terra flama em botões, rebentos...
Regozijo... Cantam aves.
Borboletas adejam,
Lindas como crianças,
Em lúdicas Descobertas...

Corações sensíveis,
Vibram se encantam...
Sonhos e emoções...
Uma lágrima de comoção...

Nos jardins das cidades...
Nos campos, em todos os cantos,
Há um botão desabrochando,
Sempre nos tocando o coração
Para a preservação, o futuro,
De outras gerações...
Cláudio Domingos Borges

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Nós e o nosso amor...


Nós e o nosso amor...
À noite nos espera,
no aconchego do nosso quarto,
a nossa intimidade toda para fora,
à hora onde somos o que somos...

A onde o mundo exterior não entra,
e ninguém nos atrapalha,
só nós dois e o nosso amor...

Amor quente excitante vibrante,
amor que tem o sabor de nós,
que tem a nossa cor,
o nosso jeito...

Só o amor que se mostra
em nossos olhos brilhantes...
Nos nossos corpos ofegantes...
Em nossa respiração
solvendo sentimentos...

Só o amor amigo que está em nosso peito,
na nossa mente e no nosso coração...

Esse amor que nos une
conectando-nos em uma só energia
com prazer e alegria...

No nosso quarto podemos dizer
que esse amor é só nosso,
e de mais ninguém...

Cláudio Domingos Borges